Como fazer limpeza de pele passo a passo – Conheça todos os benefícios!

A limpeza de pele consiste na remoção de impurezas da pele. Bastante indicados por dermatologista, proporciona um pele mais limpa e lisa, sem milium e cravos. É possível realizá-la em clínicas de estéticas por um preço acessível ou até mesmo em casa.

É um dos tratamentos mais procurados em clínicas de estética e dermatológicas. Pode trazer inúmeros benefícios, além de uma aparência melhor.

Se você se interessa, quer saber os benefícios do procedimento, continue lendo. Vamos abordar a importância da limpeza de pele e tudo o que gira em torno desse tratamento.

LIMPEZA DE PELE – BENEFÍCIOS

É um procedimento estético que pode ser feito em qualquer tipo de pele. Realizado principalmente no rosto, mas é possível fazê-los em outras áreas, como colo e costas. Remove as impurezas e células mortas. É indicado principalmente para:

  • Cravos abertos, que podem ser vistos como pontos pretos no rosto. São cravos normais, que escurecem ao entrar em contato com o ar, devido à oxidação.
  • Cravos fechados. São os pontos brancos que podem ser encontrados no rosto, porém estes não escurecem pois não entram em contato com o ar.
  • Miluns. Pequenos cistos salientes na pele, causados pelo acúmulo de óleo nos poros.

Seve para remover os problemas citados acima. Além disso promove uma pele mais lisa, macia e saudável. Quando bem feita, auxilia no equilíbrio de peles secas, normais, oleosas e mistas.

COMO É FEITA A LIMPEZA DE PELE?

O procedimento é feito em etapas. O tempo de duração pode variar um pouco, porém dura em média de uma hora. Conheça os passos do procedimento.

ASSEPSIA

Inicia-se com a limpeza. A pele é higienizada com sabonetes e loções desengordurantes. Essas visam remover resíduos de maquiagens, protetor solar e outros cosméticos. Além disso, limpam o excesso de oleosidade e resíduos de poluição. São usados produtos específicos para cada tipo de pele.

ESFOLIAÇÃO

Utiliza-se produtos abrasivos, que contém pequenas partículas. Serve para retirar uma camada fina e mais superficial da pele. Ele remove células-morta da pela, facilitando a extração de cravos, desde que não estejam inflamados.

EXTRAÇÃO

É a parte mais longa do procedimento, pois é toda feita manualmente. Primeiramente a pele é exposta à um vapor que contém ozônio. Com ele os poros ficam abertos, que facilita a remoção dos cravos, sejam eles abertos ou fechados. Após isso a pele é coberta por um produto emoliente e recebe apenas vapor d’água. Para a retirada dos miliuns é usado uma agulha pequena e com a ponta fina. Os cravos são retirados normalmente, apenas com os dedos. Tudo deve ser feito com paciência e delicadeza, visando não causar desconforto aos pacientes.

O procedimento precisa ser feito da forma correta. O profissional sempre aperta a pele de maneira adequada e utilizando uma gaze médica. Isso ajuda a não machucar e contaminar os cravos. Já a agulha serve para furar uma camada que recobre os miliuns e removê-los com sucesso.

Não se deve remover espinhas, que são os cravos inflamados. Mexer nelas podem causar marcas e cicatrizes, além de causar dor.

Podem ser usados anestésicos, porém não é muito comum. Só se utiliza em casos que o paciente é muito sensível à dor.

CICATRIZAÇÃO

Utiliza-se um aparelho de alta-frequência para cicatrizar os pontos da pele que podem ter sofrido micro-lesões. Ele funciona como cicatrizante, anti-inflamatório, fungicida, bactericida e bacteriostática. Ou seja, destrói completamente ou controla a proliferação de fungos e bactérias que podem estar presente na pele.

MASSAGEM

São realizados movimentos metódicos e suaves com fins terapêuticos ou até mesmo estéticos. A massagem auxilia na aplicação de hidratantes e calmantes e diminui a vermelhidão, que é comum após o procedimento. Também podem ser aplicados compressas e águas termais caso seja necessário.

MÁSCARAS

É a finalização da limpeza, dura de 10 à 20 minutos. São escolhidas máscaras adequadas à cada tipo de pele. As mais comuns são à base de azuleno e mentol, que acalmam a pele. O profissional pode optar por outras, que julgue mais necessárias.

FILTRO SOLAR

Por último é aplicado filtro solar. Opta-se preferencialmente pelos em forma de gel ou loção, que não obstruem os poros. O proteção deve ser sempre igual ou superior ao fator 30, que garante que os efeitos nocivos do sol não agridam a pele. O rosto fica muito mais sensível após a limpeza de pele e o uso de filtros garante que ela não fique manchada ou queime.

O procedimento todo deve ser realizado uma vez ao mês em peles mistas e oleosas e a cada 2 meses em peles mais secas. O profissional deve sempre usar produtos de qualidade e que estejam no seu devido prazo de validade.

A limpeza de pele é contra-indicada para peles muito sensíveis, bronzeadas e para aquelas que descamam com facilidade. Pessoas com muitas espinhas ou que desenvolvem alergias e irritações com facilidade também devem evitá-la.

Peles sensíveis podem reagir mal aos produtos utilizados, enquanto nas bronzeadas a melanina está em plena atividade, podendo causar manchas no paciente.

Fonte: Nursing

Tags:
One Comment

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *